D.I.Y: Sapatilha renovada

Quem aí tem dó de jogar sapato fora?Euuuuuuu!Claro que eu tenho gente(acho que todo mundo tem),poxa,a gente passa décadas pra comprar um sapatxinho novo(calma com as décadas né gente?!) e quando compra vai jogar fora só porque saiu um pouquinho da tinta(pô,usa tinta spray) ou porque torou alguma coisinha(cola superbonder,já ouviu falar?),não vale gente,vamos ser mais humildes um pouquinho né,que é bom.
E justamente por isso eu…#MegaCriativa…continuando,eu decidi mostrar pra vocês uma sapatilha que eu customizei já faz um tempo,tirei as fotos do processo,achei que tinha perdido e deixei pra lá,aí esses dias eu tava aqui vasculhando minha pasta de imagens no computador e as encontrei(ebaaaaa!),aí eu pensei “porque eu não postei isso ainda?”,e vim postar. 😀

Tutorial em foto pra vocês tah…olha aí.

1. A minha sapatilha da Moleca estava exatamente assim(suja kkkkkkkkkkkk),velhinha e com
um lacinho fofeeeeenho. ❤

2. Eu tirei o lacinho(ownt,que dó),não ia ajudar em nada mesmo.
3. Peguei uma fita de cetim estampada de onça,e comecei a entrelaçar(eu acho que é assim que chama) ela por dentro dos negocinhos(essas tirinhas,que eu também não sei como é que chama) da sapatilha.
4. Depois que eu fiz isso em toda a sapatilha,no finalzinho perto do calcanhar,eu dei uma volta nas duas pontas da fita e dei esse lacinho aí do lado.Ficou mais fofa ainda ❤ #Apaixonei.
Ela ficou assim ❤ fofinha né gente,eu gostei demais.Vocês podem fazer isso e muito mais com a de vocês tá,quando fizerem me contem ok.Beijocas :* e até a próxima.

Resenha: Assassinato na biblioteca

“Porque o tempo é uma invenção da morte: 
não o conhece a vida — a verdadeira — 
em que basta um momento de poesia 
para nos dar a eternidade inteira.”
Mário Quintana

Nunca gostei da matéria de História, sempre achei tudo aquilo uma bobagem. Não vejo necessidade em estudar a vida de pessoas que nem existem mais. Mas depois de ler esse livro, eu finalmente dei atenção à matéria. Claro que o livro não fala da Guerra dos Farrapos nem da Revolução Industrial, pior que isso, fala da Ditadura Militar, mas não de uma forma chata e tediosa, pelo contrário, trata do assunto de uma maneira misteriosa, onde até nós nos enganamos com as nossas suspeitas.
Tudo começa quando o jovem Igor conhece a fantasma Lara — que morreu na época da ditadura na escola em que ele estuda atualmente — eles tornam-se amigos e juntos começam a investigar a misteriosa morte da bibliotecária Conceição — que já trabalhava na escola na época da morte de Lara. Eles começam a fazer visitas noturnas à escola, pesquisar arquivos antigos, correr atrás de pistas, e Igor ainda tem o desafio de despistar os pais do padrasto — que também estão envolvidos no crime — e tem que descobrir o paradeiro de Luke — irmão de Lara. Mesmo correndo o risco de ser morto a qualquer momento, Igor não desiste, vai até o final, mesmo tendo que aguentar tortura, acidente e ameaças.
Eu amo esse livro, já li quatro vezes. É uma história muito interessante, que mistura um fato real (a ditadura), com o mistério, a fantasia (fantasma Lara) e um romance num só contexto. Helena Gomes consegue prender o leitor desde a primeira pagina do livro até a última, e ainda dá uma aula de história diferente de todas que já presenciamos.

O livro é maravilhoso, super recomendo.

Olá, mundo!

Sim, eu sou novata por aqui (rsrsrs). Já tive outros cinco blogs (Futilidade Feminina, Mih Lara, Mimi Dolly, Trirmãs Fashion e Frufruzices), porém nunca me interessei tanto por eles.

Depois de tomar a decisão de excluir o Trirmãs Fashion (que durou 1 ano, mais que todos os outros), e ficar um tempo sem o blog, me bateu saudade desse mundo, então decidi criar outro blog (o Frufruzices), mas ele não durou nem 2 meses. Agora tenho um blog só meu com meu nome,onde eu vou dividir com vocês não só meus conhecimentos e dúvidas sobre assuntos femininos, mas tudo que despertar meu interesse.

Se quizerem me conhecer melhor, eu estou presente nas redes sociais:

Facebook

Instagram

Twitter

E futuramente no Youtube (quem sabe, né?!)

Sejam muuuuito bem vindos ao meu bloguinho e fiquem ligados que vem muita coisa boa por aí, viu?!

😀